Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2010

OUSAR...

Há momentos na vida em que é preciso ousar... e experimentar. É preciso enfrentar a transição, vencer os medos e ganhar confiança ... em suma Viver! Arrisco todos os dias e sempre que me desafio a mim própria. Hoje por exemplo já fui para além do que julguei que seria capaz... acho que não são só os grandes riscos que nos dão ânimo, também os pequenos riscos do dia a dia nos confortam, ajudam a crescer e dão significado à nossa vida. Aprendi que, às vezes, pequenos gestos feitos de quase nada são conquistas que marcam a diferença dos meus dias. Foto: sol.sapo.pt/.../images/603759/original.aspx

Comprinha...

Há o gosto de produzir mas também há o gosto de comprar. Hoje deu-me para isto: não resisti a esta linda pulseira Pedra Dura, apaixonei-me e teve que ser minha !!

MULHERES !

Mulheres. Amadas. Traídas. Vidas destroçadas, Vidas reinventadas. mulheres simples e vulgares, mulheres elegantes, envoltas em colares. mulheres esquecidas, mulheres aniquiladas caminham lado a lado com mulheres bem amadas. Rita. Casada. Directora de Marketing. O vestido, elegante e fashion, esconde um corpo cansado e sem tempo, esgotado entre risos, e-mails, beijos, papas, berços, banhos quentes, jantares, horas de estudo e mais fraldas.Perdida de si, na entrega aos outros, na responsabilidade por onde, por vezes, lhe foge a vontade e desejo para deixar tudo acontecer. Alegre e bem-disposta esconde com sorrisos e gargalhadas a traição que lhe faz doer a alma.

DOS SENTIMENTOS...

Ser amigo(a) é dizer e saber ouvir a verdade! Hoje ouvi verdades nuas e cruas que me ajudaram a reflectir, a conhecer partes de mim! Ser amigo(a) é expôr-se e não ter medo do retorno. Mostrar quem somos: humanos, cheios de afectos, vivências e emoções. Falámos de coisas simples, falámos de vidas..., das nossas vidas, sentimentos e feridas. OBRIGADO minhas amigas(os)!:) ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ Deixo  os sentimentos correr pelo texto liberto de ti este domingo de volta a mim, lugar onde me aconchego. Exploro lugares e recantos onde me encontro embrenho-me em labirintos secos de argumentos, procuro forte porto de abrigo. Trago espuma no cabelo, através do qual almejo conforto e esperança do lampejo que me afaga o peito. BOA SEMANA

ANEL

Ontem... deu-me para um momento criativo e a tentação de uma estreia:  o 1º anel que fiz deste género! UM MIMO para mim que bem MEREÇO :) ANEL , upload feito originalmente por Criatividade à Solta .

Grrrrrr

Depois de uns dias lindos de Primavera regressou a chuva, o que leva a alteração de planos... Grrrrrrrrr Foto:superwomenturns25.blogspot.com

Sei...

Caminho, sei que caminho sózinho, sem norte nem destino, levando pela mão meu coração apaixonado. Riso louco e descontraído, mãos nos bolsos, calças rasgadas. Sem notas, conto as moedas, faço as malas e parto à conquista de novas gentes, novos locais. Conheço o mundo na palma da mão e encontro um rumo: É sensível, humana, rica, cheia de vida. É jovem e sorri confiante. Corre-lhe nas veias sangue vermelho e quente que quebra fronteiras e constroi pontes. Tem uma vida rica, intimista e amorosa que brota como uma força dentro de si. Volto um dia, pele encarquilhada, pelo sol batida e queimada. Trago uma vida, alegrias, segredos, paixões, amores e muitas histórias para contar. Desbloqueio numa folha de papel o fio da navalha e todo o mundo que descobri mais as experiências que vivi! foto: paulabarouchel.wordpress.com

ViVer o CHIADO...

Bebo energia nos risos da multidão, passo por uma grávida de cabelos brancos que grita, mãos na barriga: Vai nascer!! Pés lentos e apressados pisam a calçada e desfilam pela multidão. Turistas e Homens engravatados trocam opinião. Bicicletas, cães, raps , pares de namorados, pais param e os filhos alternam, sentados, na estátua de Pessoa o tempo necessário para o clic fotográfico, numa fila desabrida. Músicos descontraídos animam a esplanada com timbres e guitarradas. Bebo um café sentada com um amigo e corro os olhos apressados nos risos e vozes das gentes que me rodeiam: espanhol, inglês, alemão, francês e italiano. Desfruto do momento, deixo passar o tempo e descubro o prazer de estar simplesmente no meio da multidão. Hoje encontrei gentes com alma e cheias de vida. Diz-me o meu amigo: agora percebo os artistas, escritores, poetas e pintores que procuram na multidão a sua inspiração.Enfrento as emoções, agarro no meu moleskine e escrevo.