Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2010

SER ACTOR

...é enfrentar e utilizar os medos a favor da interpretação. Apelo à interiorização. Importa passar emoções! Ontem o desafio foi grande. Importa mudar o paradigma: estou só num palco de arena e , na escuridão, enfrentei o desafio da representação. Um a um entraram no palco, improvisando e partilhando sentimentos e emoções. Uma partilha colectiva. O mesmo sentimento , diversos sentires e representações. Foi Muito BOm!!!!

Citando:

"O MAR tem sido apontado como um factor de competitividade e afirmação de Portugal no Mundo." BOM FIM DE SEMANA

INTIMIDADE

 Nova Luz. Cantos e recantos. Compasso de espera por um abraço. Partilha e confidência no prolongamento das horas, em locais de culto e entrega onde conheço todas as partes de mim. Obrigada pela existência e partilha da verdadeira essência da Vida.

TELA

"Quero pintar a minha vida de todas as cores Quero pintar por ti E quando chegar o momento deixa-te pintar deixa-te levar, deixa-te pintar Na minha sala sobe a luz tua Perde-te no tempo Deixa-te levar Pintei o teu corpo numa tela Esculpi o teu rosto à luz da vela Pintei o teu corpo Pintei Quero pintar a minha vida de todas as cores E vou-me lembrar de ti E quando chegar o momento Deixa-te levar Deixo-me encantar Deixa-te pintar Na minha sala sobe a luz do luar Perde-te no tempo Deixa-te levar Pintei o teu corpo numa tela Esculpi o teu rosto à luz da vela Pintei o teu corpo Pintei (...)" Santos e Pecadores

Minha Amiga

Choro pela minha amiga que se divorcia. Com ela morrem sonhos, esperanças e muitas vivências. Enxugo as lágrimas e interrogo-me: Qual o momento em que se quebra o fio ténue que me liga ao outro? Interrogo-me sem lógica, apenas o meu coração também sofre com a dor alheia. Vidas desfeitas, traídas, destroçadas. Vidas Reinventadas! Porque é que quando tudo acaba tenho a sensação que não conheço aquele outro que até então amei? Sinto que volto ao principio, aquele instante em que o conheci e nada sabia sobre ele. Vivi uma mentira? Quem é afinal aquele outro com o qual acordei tantas manhãs? Será que poderemos , com convicção, afirmar que conhecemos o outro com o qual vivemos? Somos um ser complexo e cheio de surpresas. Precisamos de trocar as voltas à dor, reinventarmo-nos, sorrir e ferozmente continuar a lutar :)