Avançar para o conteúdo principal

UM SALTO AOS LOUCOS ANOS 20

Um convite. As Frenéticas no Pós-Guerra. Aceite. Sem hesitação. Porque os Loucos Anos 20 são fascinantes e muito atrativos. À MODA não podia dizer: não! Fui. Ainda bem que fui. A exposição não me defraudou, muito pelo contrário, esclareceu-me sobre esta época dourada. Uma excelente viagem no tempo!

As primeiras décadas do séc. XX. foram marcadas por grandes mudanças. 


"Na década de 1920 as tendências de moda continuam, como antigamente, a chegar de França através das elites burguesas que compram as revistas populares da époça, a "ABC", a "Voga" , Modas & bordados, a "Eva " e a "Ilustração Portuguesa" repletas de artigos que as inspiram nas propostas das casas de alta-costura parisiense. Porém, são as modistas e costureiras, mais próximas e acessíveis, que concretizam os sonhos da maioria das mulheres. Em simultâneo os grandes armazéns alteram os hábitos de consumo e democratizam a moda".

São introduzidos os vestidos curtos,



Com a introdução dos vestidos curtos, os sapatos, as meias e as ligas passam a ser peças de relevo que se coordenam entre si e com os vestidos. As meis passam ser parte essencial da "toilette" assim com as ligas que as seguram à perna. Durante o dia usam-se em tons creme, contudo, as cores e padrões variem num amplo leque de opções .

As formas curvilineas e generosas das jovens do inicio sec XX são rejeitadas pelas jovens modernas da década de 20 que almejam uma silhoueta andrógina. O objetivo principal é alisar o peito, o máximo possíve. Quanto mais liso mais na moda.











Comentários

Mensagens populares deste blogue

Incursões na blogosfera

Deparo-me com estes coordenados . Excelente esta invasão (e não evasão) de COR para alegrar os dias desta crise que tanto aflige! Vogue Rússia publicação de novembro. Samantha Gradoville  destaca-se com peças, em tons neon, selecionadas por Melaney Oldenhof que caracterizam o trabalho de Yves Saint Laurent, Sonia Rykiel por Sonia e Michael Kors, entre outros. / Maquiagem por Hung Vanngo, Cabelo por Keith Carpenter, Manicure por Myrdith Leon-McCormack   Daqui

I LOVE IT!

Um fim de semana que começou com um programa de compras alone, como há muito já não acontecia e que me soube tão bem ! às vezes, estes momentos alone são extremamente libertadores... momentos inteiramente dedicados à "nossa pessoa" , sem pressões nem obrigações! Seguir a intuição e ouvir o coração! I love it! E... claro vim para casa "cheinha " de mimos ! Esta pessoa agradece!!! Ilustração: Reprodução Foto: Ruga
FESTA 13