Avançar para o conteúdo principal

TRÊS ANOS DE TROIKA EM PORTUGAL



  Foto: José Carlos Carvalho 


Oito fotógrafos e um realizador reúnem-se para deixar às próximas gerações o seu testemunho dos três anos em que a sociedade portuguesa viveu sob o domínio da "troika". O resultado desta reflexão conjunta chama-se Projeto Troika e integra uma plataforma online, um livro e um DVD.


















 Foto: Bruno Simões Castanheira


Um projeto que se ergue para dar rosto aos efeitos e consequências da presença da Troika no nosso país e das medidas de austeridade aplicadas ao povo português a partir de Abril de 2011, data em que :

"o Governo Português pediu ajuda internacional para preservar a estabilidade financeira através de um programa, que permitisse o crescimento da debilitada economia nacional. Um mês depois, o Conselho Europeu assinou o acordo e, desde essa altura, Portugal tem vivido sob um programa de assistência financeira desenhado pelo Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (MEEF), Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF) e Fundo Monetário Internacional (FMI).

O que mudou na sociedade portuguesa nos últimos três anos? Como tem lidado o cidadão comum com as violentas medidas de austeridade que lhe têm sido aplicadas? Qual o impacto das imposições da ‘troika’ nas nossas vidas? E que resultados terão nas gerações futuras?"



Sobre estas questões, os 9 autores do Projeto Troika propõem-se criar um documento visual, através da fotografia e de um filme, que possa ser uma memória para as gerações futuras. 9 reflexões, postas numa nova perspetiva sobre a sociedade contemporânea portuguesa. 

"Uma plataforma online, um livro e um filme é o legado que esperamos deixar, numa ânsia de não passarmos ao lado de tão grandes transformações". 

Vontade e determinação move os autores deste projeto, na sua maioria fotojornalistas no ativo e muitos distinguidos várias vezes com prémios nacionais e internacionais. Desenvolvido em regime de crowdfunding, o projeto que ficará para a história deste país,  permite que cada um de nós possa fazer parte da sua história ! 

Como é que podemos fazer parte desta história ??

Pois bem, o projecto tem um custo total de 15.000,00€ , valor que tem de ser angariado até ao final de Setembro para cobrir as despesas da publicação de um livro e um DVD, que irão reunir os trabalhos realizados até ao fim de Maio de 2014 - altura em que Portugal deixará de estar sob a alçada da 'troika'. Por se tratarde uma edição de autor, a publicação está dependente dos donativos e de uma pré-compra de pelo menos 500 exemplares.

Para contribuir e permitir a concretização deste projecto, poderão fazer o donativo de:


  • 1€ com direito a um obrigado, 
  • 5€ com direito a um postal de um dos autores, 
  • 30€ com direito ao livro e filme e 1
  • 50€ o livro, filme, 9 postais e uma impressão 30x40cm,
      http://www.projectotroika.com/


    Foto: Paulo Pimenta


    Foto: Bruno Simões Castanheira


    Foto: Rodrigo Cabrita

    Foto: Lara Jacinto


Para mais informações:

Lara Jacinto | Tel-933216756 | lj@larajacinto.com
Adriano Miranda | Tel-965043359 | adrimir@gmail.com
António Pedrosa | Tel-919632734 | antoniopedrosa@cincoseiszero.pt
José Carlos Carvalho | Tel-962914667 | jccarvalho3@gmail.com






Outros Projetos : 12.12.2012 ler aqui

Comentários

Mensagens populares deste blogue

REVOLUÇÃO DOS CRAVOS

O golpe de estado militar do dia 25 de Abril de 1974 derrubou, num só dia, o regime político que vigorava em Portugal desde 1926, sem grande resistência das forças leais ao governo, que cederam perante a revolta das forças armadas. Este levantamento é conhecido por Dia D, 25 de Abril ou Revolução dos Cravos. O levantamento foi conduzido pelos oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Considera-se, em termos gerais, que esta revolução trouxe a liberdade ao povo português (denominando-se "Dia da Liberdade" o feriado instituído em Portugal para comemorar a revolução). Movimentações militares durante a Revolução No dia 24 de Abril de 1974, um grupo de militares comandados por Otelo Saraiva de Carvalho instalou secretamente o posto de comando do movimento golpista no quartel da Pontinha, em Lisboa. Às 22h 55m é transmitida a canção ”E depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, pelos

WALL PAPER

apenas um apontamento... enquanto o projeto de remodelação pacientemente aguarda dias melhores e ... rápida convalescença das meninas cá de casa !!!!! Foto : reprodução

UMA PAUSA

para degustar uma excelente tosta de salmão!