Avançar para o conteúdo principal

Podia ser eu a dizer isto:

À medida que envelheço "cresço", dou cabeçadas e aprendo a bem ou a mal, sinto-me mais perto dos meus pais. Talvez porque há algum tempo que abandonei o viver os sweet sixteen eternamente, e andar absorvida na ilusão de que seremos para sempre jovens e imortais.

A verdade é que este não foi um ano fácil, e cada vez me apercebo mais que as coisas não acontecem só aos outros, e que ninguém está cá para sempre. Há um medo que cada dia cresce mais em mim...o Medo de perder aqueles que AMO. Às vezes, este medo é de tal forma angustiante, que me aperta o peito e torna a minha respiração minúscula.

Quando enfim saímos do turbilhão da estupidez e da ilusão dos eternos "sweet sixteen", e encontramos paz, sensibilidade e bom senso, percebemos também que ninguém está acima do corpo e da alma. Todos somos feitos da mesma matéria, vulneravelmente fracos e falívieis.

E este medo, leva-me a outras tantas reflexões, como por exemplo: Porque é que não temos dificuldade nenhuma em dizer AMO-TE [com todas as letras] a amigos e namorados, de abraçá-los até ficarem roxos, e com os nossos pais a coisa muda de figura?

Porque é que, precisamente com as pessoas que mais amamos, e que nos amam acima de tudo, que nos deram vida, e dão a vida por nós se preciso, parece haver uma barreira invísivel que me paralisa os braços e a boca quando quero dizer A-M-O-V-O-S?
E se um dia, de repente, eles se forem e eu não tiver dado todos os "xis-❤", todas as festas, todas as palavras de carinho, todos os mimos que merecem? E se não lhes tiver pedido desculpa por todos os disparates que fiz? E se... E se...?
Este Natal tratei de o dizer, com todas as letras escritas. Mas quero também dizê-lo com todas as letras faladas. Porque a vida é estúpida e cruelmente breve.

E apesar de eles saberem e sentirem cada vez mais que os adoro, penso que é cada vez mais importante dizê-lo, senti-lo, vivê-lo.

Daqui: Balanço lamechas e agri-doce de 2011...

Comentários

Ana Morais disse…
já nem me lembrava de ter escrito isto... :) mas continuo a sentir cada palavra!
Obrigada por teres partilhado um pedacinho de mim!
DoraB disse…
Não resisti! São as palavras certas ... transmitem o que sinto e ainda não tinha conseguido dizer! :o)

Mensagens populares deste blogue

A CELEBRAR A AMIZADE

As/os amigos/as são a família que escolhemos e trazemos no coração. Curiosamente... no mesmo dia em que combinamos um almoço, recebo bem cedinho a  noticia que somos amigas "facebookeanas" há  6 anos! ... Longe do virtual celebramos uma amizade Real, onde não faltam as surpresas. Sim . Fui completamente surpreendida pela minha amiga secreta no Bootcamp . Mimou-me com a sua energia, entusiasmo, motivação e a capacidade de dar vida às muitas Ideias Ilimitadas. Hoje foi uma amizade celebrada em modo sushi ,  quarteto dos risos e bons almoços. Quando o Sol brilha, as Ideias saem do Armazém e desfilam de modo Fashion , cheias de Criatividade .

São cristais Cinza ...

É Minha... , upload feito originalmente por Criatividade à Solta . ... e esta ficou para mim!!!

OS OUTROS

Dei-me conta que , em termos fotográficos, o meu registo vai para paisagens ou retratos.Também gosto de grandes planos. No entanto, há outros olhares fotográficos. O olhar de fourdogs4me vai para pormenores fotografando pequenos objectos, flores , pequenos nadas dos quais faz lindissimas fotos. Precisamos dos outros para ver a vida de outra perspetiva , ou para darmos importância a outros aspectos da mesma. Como diria o principezinho precisamos mudar a direcção do nosso olhar. Assim, mudando a direcção do meu olhar aqui fica um novo registo fotográfico.