Avançar para o conteúdo principal

Exercicio: Criar uma Personagem

Cá vai mais um dos exercicios, desta vez consistia em observar uma pessoa na rua, descrevê-la e a partir dessa observação criar uma Personagem.


Bebo energia nos risos da multidão, passo por uma grávida de cabelos brancos que grita, mãos na barriga: Vai nascer!! Pés lentos e apressados pisam a calçada e desfilam pela multidão. Passo pela estátua de Pessoa, onde os filhos alternam, sentados, o tempo necessário para o clic fotográfico, numa fila desabrida.
Há um lugar vago ... senta-se, cruza displicentemente a perna, encosta-se na cadeira descontraído, afasta as chávenas sobre a mesa e puxa do Expresso pelo qual percorre as noticias, os olhos escondidos debaixo dos tradicionais óculos escuros Ray ban, comprados na ultima viagem. Hoje, tirara a manhã só para si. Fora um imperativo! Lembranças recentes invadem-lhe o pensamento.
Fazia a barba de manhã quando o assobio seguido de um sonoro : Táxiiii o despertou dos devaneios matinais. Procurou o telemóvel, seguindo o rasto do táxi e atendeu:
- Sim?
-Bom dia. Fala Sandra , da formação em “Gestão de Equipas”.Estamos a ligar a todos os formandos para informar que a formação vai ser adiada. O formador sofreu um acidente, Morreu
- Ah Lamento – balbuciou, apanhado de imprevisto enquanto escutava a voz feminina profissional e prática que do outro lado continuava:
- Entraremos em contacto posteriormente para o informar de novas datas, caso ainda esteja interessado. Vamos ter que reorganizar tudo –
- Sim Com certeza.
-Bom dia – ouviu o som abafado do clic e do outro lado o silêncio. Um arrepio gélido percorreu-lhe o corpo enquanto ficava com a manhã suspensa.
-Bem, tenho que espairecer…. Uma noticia destas é brutal para uma manhã de sábado – ouviu-se dizer em voz alta.
Olhou para o fato de corte impecável, obsoleto para aquela manhã e ágil trocou-o por uma tshirt a lembrar as últimas férias, desde as quais a sua pele branca ainda não vira réstia de sol. Bateu com a porta e saiu.
Escolheu o Chiado onde músicos descontraídos animam a esplanada com timbres e guitarradas. Desfruta do momento, deixa passar o tempo pelas folhas do jornal, ajeita os óculos e descobre o prazer de estar simplesmente no meio da multidão, onde encontra gentes com alma e cheias de vida. Percebe os artistas, escritores, poetas e pintores que procuram na multidão a sua inspiração. Alimenta a alma, pousa o jornal, pede um café e reflecte do alto do seu metro e noventa: a vida, feita de acidentes e imprevistos, pode ser breve e a felicidade uma efemeridade!
João Manuel Figueira Branco, estuda para seres alguém na vida - dissera-lhe a sua mãe desde que se lembra de ser gente. Mariana da Conceição Figueira dera à luz 4 filhos, era uma bela alentejana que desde cedo lutara pela vida. O pai, Francisco Manuel Mateus Branco, antigo 9º ano do liceu, fizera-se igualmente à vida. Empresário em nome individual, com esforço pagara-lhe os estudos e a estadia em Lisboa. Por isso, estudara. Engenharia Civil. Instituto superior Técnico. Conseguiu um lugar na empresa Teixeira Duarte. Rendimento médio alto, poderia considerar-se bem na vida. Como se isso fosse garantia ou solidez de alguma coisa. Morre como os outros! Um dia. Por enquanto... preocupa-se em viver, desfrutar do sabor dos momentos, observar as pessoas que passam e aguardar pacientemente por Leonor. O empregado passa, chama-o _
- Por favor
- Tem que pedir ao meu colega. Eu não atendo esta mesa.
Nunca percebeu a distribuição das mesas. Mas não importa, ainda tem tempo. Leonor Barreto, a actual namorada, só chegará por volta das 13h, para almoçar. Pousa os dedos sobre os lábios, muda de folha e passa os olhos como quem lê atentamente. E se ela não viesse? Se ela o traísse ou lhe mentisse? Mulheres! Será que alguma vez se poderá estar totalmente seguro? Seria o seu amor incondicional? Os lábios finos abrem-se num sorriso confiante. Não! Leonor era-lhe fiel. ponto final. E Bárbara, a mulher da qual se divorciara aos 30 anos e já lá iam uns bons 10, tinha sido um acidente cósmico. Dobra o jornal, retira a revista e continua a sua leitura aparentemente atento e interessado. Com Leonor poderá realizar a tão almejada viagem da volta ao mundo , à conquista de novas gentes e novos locais. Desde criança que sonha partir. Só é pena que ela não partilhe com ele o prazer do jogo. Mas o jogo fazia parte da sua vida quase desde que nascera, na bela cidade algarvia de Lagos.



Comentários

Angel disse…
mas tu estás um espanto!

um anjo

Mensagens populares deste blogue

A CELEBRAR A AMIZADE

As/os amigos/as são a família que escolhemos e trazemos no coração. Curiosamente... no mesmo dia em que combinamos um almoço, recebo bem cedinho a  noticia que somos amigas "facebookeanas" há  6 anos! ... Longe do virtual celebramos uma amizade Real, onde não faltam as surpresas. Sim . Fui completamente surpreendida pela minha amiga secreta no Bootcamp . Mimou-me com a sua energia, entusiasmo, motivação e a capacidade de dar vida às muitas Ideias Ilimitadas. Hoje foi uma amizade celebrada em modo sushi ,  quarteto dos risos e bons almoços. Quando o Sol brilha, as Ideias saem do Armazém e desfilam de modo Fashion , cheias de Criatividade .

São cristais Cinza ...

É Minha... , upload feito originalmente por Criatividade à Solta . ... e esta ficou para mim!!!

OS OUTROS

Dei-me conta que , em termos fotográficos, o meu registo vai para paisagens ou retratos.Também gosto de grandes planos. No entanto, há outros olhares fotográficos. O olhar de fourdogs4me vai para pormenores fotografando pequenos objectos, flores , pequenos nadas dos quais faz lindissimas fotos. Precisamos dos outros para ver a vida de outra perspetiva , ou para darmos importância a outros aspectos da mesma. Como diria o principezinho precisamos mudar a direcção do nosso olhar. Assim, mudando a direcção do meu olhar aqui fica um novo registo fotográfico.