Avançar para o conteúdo principal

SEARAS AO VENTO ...

Chegou a Lisboa! O 1º Romance do escritor elvense Nuno Franco Pires. Dois meses após o lançamento do livro, em Elvas (com muita pena não pude estar presente nesse momento), foi com orgulho e enorme alegria que recebi a noticia que Searas ao Vento iria ser apresentado na Livraria Desassossego, na minha querida Lisboa. Afinal, o livro tinha chegado tão perto de mim que obviamente não podia perder este momento tão marcante na vida do Autor.

Sim... o livro do Nuno é um convite irresistivel. Um apelo alentejano! ..."uma obra de ficção inspirada em histórias reais que, atravessando o século XX, nos apresentam um Alentejo rural ao longo que cinco gerações". Searas ao Vento é alma alentejana e eu estou super curiosa em conhecer a Olga.

A minha curiosidade  cresce ainda mais ao assistir à apresentação do livro pela escritora e poetisa Sandra Corga Figueiredo e ao ouvir as palavras do Nuno quando revela: "Neste livro está a minha essência, as minhas origens e a minha verdade ".  

Numa sala cheia, o público atento bebe as palavras do escritor. É um privilégio partilhar este momento: a concretização de um sonho, o sonho deste querido e simpático amigo. Um sonho que já é um sucesso: com cerca de quatrocentos exemplares vendidos, até ao momento, Searas aos Vento caminha para a sua 2ª edição.

Um sucesso partilhado e celebrado com muita Amizade, num ambiente de festa, alegria e emoção. Neste clima (re)encontrei amigos/as, criaram-se novos laços, descobriram-se afinidades e "escreveram-se" novas amizades.  Porque Ler é um prazer. Escrever um desassossego.



Porque a vida é feita de SINGULARIDADES , imprescindível um encontro entre a Literatura e a Arte, no Restaurante Maria Laranja

Comentários

Mensagens populares deste blogue

REVOLUÇÃO DOS CRAVOS

O golpe de estado militar do dia 25 de Abril de 1974 derrubou, num só dia, o regime político que vigorava em Portugal desde 1926, sem grande resistência das forças leais ao governo, que cederam perante a revolta das forças armadas. Este levantamento é conhecido por Dia D, 25 de Abril ou Revolução dos Cravos. O levantamento foi conduzido pelos oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Considera-se, em termos gerais, que esta revolução trouxe a liberdade ao povo português (denominando-se "Dia da Liberdade" o feriado instituído em Portugal para comemorar a revolução). Movimentações militares durante a Revolução No dia 24 de Abril de 1974, um grupo de militares comandados por Otelo Saraiva de Carvalho instalou secretamente o posto de comando do movimento golpista no quartel da Pontinha, em Lisboa. Às 22h 55m é transmitida a canção ”E depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, pelos

WALL PAPER

apenas um apontamento... enquanto o projeto de remodelação pacientemente aguarda dias melhores e ... rápida convalescença das meninas cá de casa !!!!! Foto : reprodução

UMA PAUSA

para degustar uma excelente tosta de salmão!